John Kabat Zinn é considerado o fundador do mindfulness contemporâneo.

Afinal, John é um médico que viu na meditação de atenção plena uma oportunidade de tratar condições de saúde mental que afetam milhões de pessoas ao redor do mundo.
De acordo com o médico, o estresse é uma reação a um estado de tensão que se vive no dia a dia.
Por meio das técnicas de mindfulness, John Kabat Zinn desenvolveu cursos cujo resultado foi incrível.

Logo nas primeiras turmas, em 1979, o curso Mindfulness Based Stress Reduction (MBSR) teve grande repercussão, uma vez que diminuiu de maneira considerável o estresse dos participantes.

Assim, pouco a pouco John Kabat Zinn aperfeiçoou a técnica a tal ponto que hoje ela é implementada por muitos serviços de saúde ao redor do mundo.
Por exemplo, a Escola Paulista de Medicina (EPM) da UNIFESP já usa as técnicas de mindfulness desenvolvidas por John para reduzir a ansiedade e estresse. E o melhor, o programa mindfulness para o estresse da EPM é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Além disso, John desenvolveu 9 atitudes do mindfulness que são formas de levar uma vida mais leve, consciente e saudável.
Para te ajudar a usufruir desses benefícios, nós da Onemind preparamos este resumo das 9 atitudes do mindfulness criadas por John Kabat Zinn. Confira só!

 

As 9 atitudes do mindfulness por John Kabat Zinn

Adotar as 9 atitudes do mindfulness trarão benefícios para as mais variadas áreas da sua vida, entre elas:

  • Profissional (não à toa o mindfulness para empresas e o mindfulness corporativo ganham força a cada dia);
  • Pessoal;
  • Psíquica;
  • Emocional;
  • Espiritual (embora o mindfulness não tenha nada a ver com religião).

Atitude do mindfulness nº1 – mente de principiante

Quando você coloca as lentes de quem está começando em algo, como você vê a vida?

Pois bem, adotar essa visão de mundo sobre tudo aquilo que se faz é a 1ª atitude do mindfulness.

Por meio dela, você verá as situações do dia a dia com muito mais calma e paciência, pois não as define como certo, errado, isso ou aquilo.

Assim, mesmo sendo alguém que conhece muito uma técnica ou trabalho, ter a mente de principiante irá te ajudar a encontrar dinamismo e movimento em seu ambiente laborativo.

Não à toa, esta é uma das atitudes mais reforçadas no mindfulness para empresas e no mindfulness corporativo.

Atitude do mindfulness nº2 – não julgar

O não julgar é uma das mais poderosas atitudes do mindfulness.
Através dessa prática, você ganha um olhar de empatia e tranquilidade para os outros ao seu redor.
Afinal, quando se crê que há apenas uma forma de pensar certa, quer se impor aos demais essa maneira de ver.
Isso é a pior parte dos julgamentos, pois cria uma atmosfera de competição, de batalha que não constrói nada.

Além disso, o julgamento no cotidiano cria uma série de neuroses, uma vez que se busca mudar os outros, algo que não está sob o seu controle.
Por isso, é preciso acolher a tendência natural que cada um tem para definir algo “melhor” e “pior” com amor, mas de forma alguma julgar o outro por pensar ou ser diferente.

Atitude do mindfulness nº3 – aceitação

Quantas coisas que você tenta mudar estão de fato sob seu controle?
Ou talvez quanto daquilo que tira o seu sono realmente irá acontecer?
De fato, a aceitação do aqui e agora é uma atitude do mindfulness que traz benefícios imensuráveis.

Porque a resistência contra o presente exige grande gasto de energia, o que pode causar até mesmo transtornos de ansiedade e depressão.
Assim, a revolta contra a realidade que se apresenta é uma atitude que não traz benefícios para a vida.
Por isso, busque acolher as situações que fazem parte do seu hoje com amor e tranquilidade.

Essa atitude é usada dentro do mindfulness para empresas, pois possibilita um ambiente corporativo em que todos trabalham em prol de objetivos comuns.
Segundo, John Kabat Zinn é preciso “aceitar quando sua vontade não é a realidade.”.

Atitude do mindfulness nº4 – deixar ir

O mundo é impermanente.
Como diz o poeta, “tudo flui”.
Aceitar essa fluidez é uma das atitudes do mindfulness.
Assim, é possível ter consciência das transições e oportunidades de crescimento que se apresentam, uma vez que elas são partes integrantes da existência.

Atitude do mindfulness nº5 – confiar

Em um mundo que nos ensina a desconfiar, será que é possível confiar no outro?
De acordo com John Kabat Zinn isso não é só possível mas também desejável, pois a confiança constrói relacionamentos saudáveis e fortes.
A confiança é uma forma de não ser guiado somente pelas emoções, mas por aquilo que se vê e ouve do outro.

Sem dúvidas, uma vida calcada na desconfiança cria uma série de sofrimentos.

Atitude do mindfulness nº6 – paciência

Cada momento é uma verdadeira eternidade, desde que seja vivido com paciência.
A paciência é querer o amanhã no hoje, o que é impossível.
Nesse sentido, John Kabat Zinn é cirúrgico ao afirmar que “a impaciência é como uma borboleta que quer sair da crisálida antes da hora”.

Tudo tem seu tempo. E o tempo se apresenta no aqui e agora.

Atitude do mindfulness nº7 – não esforço

As metas, prazos, níveis e exigências de resultados são parte inerente da sociedade capitalista.
Mas até que ponto isso não prejudica o rendimento corporativo?
Assim, uma das atitudes do mindfulness para empresas é implementar o não esforço.

Isso de forma alguma significa o não empenho no trabalho, mas a não construção de grandes expectativas futuras.
É a realização do trabalho de forma consciente que gera os melhores resultados.

Atitude do mindfulness nº8 – gratidão

A gratidão e o bem-estar andam juntos.

De acordo com pesquisas da faculdade de medicina de Harvard, ter o hábito de agradecer todos os dias é uma forma de trazer mais saúde para seu cérebro, pois estimula partes do órgão que promovem o bem-estar.

Por isso, uma atitude interessante para implementar em sua vida é separar um momento para elencar alguns pontos pelos quais você é grato ou grata naquele dia.
Pode ser algo simples, como por exemplo receber um abraço de um amigo.

Atitude do mindfulness nº9 – generosidade

Para encerrar nossa lista das atitudes do mindfulness desenvolvidas por John Kabat Zinn, está a generosidade.
A generosidade é dar sem esperar nada em troca.
Em uma sociedade calcada por relações comerciais, não é simples implementar essa atitude na rotina.

Mas na verdade ter generosidade é aceitar uma das maiores leis da vida: de graça recebemos e de graça também devemos dar.

Conclusão

O estudo de si mesmo é um ponto importante para o desenvolvimento da nossa vida.

Por meio da implementação dessas 9 atitudes do mindfulness desenvolvidas por John Kabat Zinn você ganhará mais consciência e leveza.

Até a próxima!

Junte se a comunidade

Receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Herica Ponsiana

Herica Ponsiana

Meu propósito é servir como ponte para que as pessoas possam perceber que elas têm todo poder interno e que podem transformar suas vidas através do autoconhecimento, despertar em cada um o pleno potencial de criação.