Relações destrutivas

Relações Abusivas

Tópicos do artigo

Você sabe o que é uma relação abusiva?

Esse é um tema muito sensível, entretanto necessário abrir espaço para o diálogo para que a informação seja o veículo da liberdade. Talvez nem sem sempre esteja muito claro o que significa relações abusivas ou relações destrutivas. Neste post você vai entender o que é e como identificar quando estiver em uma relação abusiva. Esse post foi elaborado com base no livro Relações Destrutivas da autora Avery Neal

Disclaimer: Tentamos utilizar uma linguagem neutra referente a pessoa "abusadora". Porém, de acordo com dados divulgados os maiores casos de abusos são causados por homens (cis).

O que é Abuso?

O Abuso pode acontecer de diversas formas: mental, emocional, velado e físico. 

Abuso mental – que é o nosso foco neste post, significa maus tratos, humilhar, magoar, manipular, culpar, ferir, controle ou isoladores.

Isso quer dizer que o abuso pode acontecer em todos os tipos de relações, seja entre casal, entre irmãos, pais e filhos, relações profissionais, religiosas, entre outras.

Relacionamento abusivo também envolve jogos mentais, no qual o abusador tem um perfil de bate e assopra, no qual deixa a pessoa intimidada, confusa (o), inseguro e ou culpada.

Ocorre que o abuso mental acontece de forma muito sútil, no qual muitas mulheres não reconhecem que estão sofrendo maus tratos se não forem xingadas ou abusadas fisicamente.

O abuso emocional esta relacionado a linguagem com foco de ferir, degradas, ameaçar, intimidar, ou seja qualquer abuso que afeta o emocional da vítima.

Existe também o abuso velado, no qual trata-se de estratégia do abusador que esta relacionado as humilhações bem humoradas, um passivo-agressivo, assédio verbal.

Porém como um relacionamento poderá prosperar através de maldade e crueldade?

Desta forma, precisamos compreender que agressão psicológica, e o abuso emocional é algo extremamente sério e importante de ser legitimado.

Como identificar se você está em uma relação abusiva ou tóxica?

Na maioria das vezes o abuso é gradual, o abusador inicia fazendo comentários críticos, debochando de você.

Acontece que lentamente o abusador faz comentários ou piadas sobre você. Também faz uso de comentários degradantes do sexo oposto, sobre sua família. 

Ao tentar se defender ou confrontar a opinião, é bem provável que ele vire o jogo alegando que você é “muito sensível” que não pode fazer uma brincadeira”.

Isso fará você se questionar se foi um exagero de sua parte. Esse é o começo do processo e esta invalidação irá comprometer sua mente.

Uma das perguntas que a Avery Neal faz é: Se ele é tão bom assim, porque me sinto tão mal?

Desta forma, as relações abusivas, pouco a pouco, fará com que você deixe de olhar para si mesma, mantendo-se cada vez mais isolada, sem sonhos próprios e se sentindo drenada.

Nas relações abusivas, o abusador fará com que a relação se torne um constante alto e baixo, como uma montanha- russa. Hoje ele está um amor, amanhã muda completamente. 

Isso vai lhe gerando insegurança sobre a realidade, medo de falar o que sente, se adaptando para não gerar conflitos com ele e deixando-se para trás.

Sinais que você está em uma relação abusiva

  • Seu parceiro(a) é intenso demais
  • Tem necessidade de contato constante
  • Considera o relacionamento como sério em pouco tempo
  • Monopoliza atenção ou a desencoraja a estar com outras pessoas, especialmente se ele(a) achar que as pessoas não gostam dele(a).
  • Tem histórias de não colaboração e cooperação com os outros.
  • É desrespeitoso(a) com você e te julga a todo instante
  • É controlador(a), egocêntrico(a), ciumento(a) e possessivo(a)
  • Menospreza suas conquistas
  • Trata você diferente na frente das pessoas, ou ele(a) mesmo(a) é diferente na frente dos outros e em casa torna-se uma pessoa completamente diferente.
  • Sempre toma ponto de vista diferente ao que você diz
  • Faz você sentir sem valor e a criticando a todo momento
  • Nunca esta feliz com o que você faz, não importa o que seja, sempre esta atacando você de alguma forma.
  • Tenta isolá-la ( Ex: Você tem um jantar com amigas, neste dia ele diz “Ah, hoje preparei algo especial para nós”, “Seria tão com estar com você nesta noite” e você vai se isolando pouco a pouco).


Seu parceiro(a) tem algum desses tipos de comportamentos? Se respondeu sim, vamos com calma agora.

O que fazer para sair de um relacionamento abusivo?

Primeiro passo é o reconhecimento, pois muitas mulheres se mantém na negação, reconhecer que esta neste tipo de relação é um enorme passo.

1) Comece a reconhecer como se sente na relação:

Realize um diário sobre suas emoções, sensações que o relacionamento vem te causando. 

Este exercício é poderoso, pois vai aliviar as emoções através da escrita terapêutica e concretizar o que esta sentindo, trazendo maior clareza para sua consciência.

2) Autoconhecimento:

Peça ajuda, busque terapias com foco no entendimento se existe padrões em sua infância sobre abusos, ou até mesmo identificar em si porque acredita que não tem valor. 

Busque algum trabalho que tenha foco em autoestima para resgatar sua força interna, e se reconhecer como digna de relações saudáveis.

Importante você refletir: Qual co-dependência existe em mim nesta relação?

3) Mindfulness & Meditação:

Jung dizia: “Enquanto você não tornar o inconsciente consciente, ele direcionará a sua vida, e você vai chamar isso de destino” .

Para tornar-se mais consciente recomendamos a prática de Mindfulness, pois despertar para suas necessidades reais, mostrando seus padrões limitantes e trazendo a mente para o momento presente. 

Esta prática é fundamental para o despertar a sua consciência e sair do padrão de repetição.

Você também pode complementar com meditações para cura do feminino com as Deusas em nosso canal, para fortalecimento de sua autoestima e individualidade indicamos estas suas práticas:

Fortalecendo a autoestima com a Deusa Afrodite.

Resgatando sua individualidade com a Deusa Ártemis.

4) Vá com calma:

Dependendo da relação que você está, o processo de término leva tempo. Primeiro porque você ainda esta se reconhecendo sem este parceiro. Segundo, porque muitas vezes o mesmo pode ser agressivo, desta forma. 

Recomendo que vá buscando uma rede de apoio, para que aos poucos vá se desligando e assim trilhando seu caminho.

5)Seja gentil consigo mesma

  • Anote em seu caderno quais seus sonhos?
  • Do que você se orgulha de você?
  • Liste 10 pontos positivos em si mesma?
 

Se você não souber seu valor, será difícil de qualquer mudança, pois quando reconhecer que você merece uma relação evolutivaDesta forma, se fortalecerá para não aceitar relações tóxicas.

Seja sua amiga e tenha autocompaixão, reconhecendo onde está e do que você precisa agora, neste momento presente, não tente fazer este caminho sozinha.

6) O que é relacionamento saudável:

Recomendo, que anote em seu caderno diariamente, o que significa pra você um relação amorosa? O que busca em um parceiro? O que é um relacionamento saudável?

Ao fazer isso, terá clareza como esta sua relação, o que te faz mal e o que precisa neste momento.

Lembre-se você é merecedora de amor e valorização, e que este caminho seja um chamado para despertar para o ser maravilhoso que você é.

Conclusão

Eu quero te dizer, você não esta sozinha, conte comigo e com a Onemind a escola da consciência para te apoiar neste momento.

Com votos de profunda paz e amor,

Herica Ponsiana.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email