Os termos meditação e mindfulness muitas vezes são confundidos ou dados como sinônimos.

Mas acontece que não é bem assim.
Mindfulness é sim um tipo de meditação, cujo significado é alcançar maior autoconhecimento. 

Os benefícios dessa prática são inúmeros não só no âmbito pessoal, mas também profissional.

Vamos discorrer sobre eles ao longo deste artigo.
Por outro lado, nem toda a meditação pode ser considerada mindfulness, uma vez que há diversas abordagens e vertentes de meditação.
A fim que você entenda melhor a prática do mindfulness, vamos elucidar  algumas  dúvidas que aparecem em relação às diferenças entre essa prática e a meditação convencional.

Tenha uma excelente leitura!

Por que entender a diferença da meditação e do mindfulness?

Porque, ao entender essa diferença, você poderá praticar ou estimular o mindfulness dentro do ambiente corporativo ou pessoal.
Assim, você pode colher de forma clara e eficaz os benefícios relacionados a tal prática, cuidando de forma holística do bem estar dos envolvidos.
Para que haja cuidado pleno com a saúde, é preciso estar atento com 3 aspectos inerentes do nosso ser:

  • Corpo
  • Mente 
  • Alma

Embora algumas pessoas pensem que para meditar você deva seguir alguma prática religiosa, o mindfulness é uma forma de meditação que não está atrelada a nenhum tipo de religião.
Afinal, o propósito do mindfulness é proporcionar consciência sobre corpo, mente e emoções, trazendo a mente para o momento presente. Desta forma, quem realiza a prática experimenta equilíbrio em todas as áreas da vida.

A meditação tradicional, praticada também em ambientes religiosos ligados a religiões como budismo, envolve sentar-se na chamada posição de lótus, ficar de olhos fechados e exercitar a respiração a fim de esvaziar completamente a mente.

No entanto, o mindfulness vai além desse cenário.

Porque, na verdade, o significado do mindfulness é nada mais nada menos que ter atenção plena em todos os momentos do dia.
Desde o momento em que se acorda, até o momento em que se deita para dormir, é possível praticar a essência do que é o mindfulness.
Além de grandes ganhos no autoconhecimento, essa prática rotineira do mindfulness exerce uma série de benefícios para a saúde como um todo.

Vejamos quais são os principais…

Benefícios da meditação mindfulness

A prática da meditação existe há milênios e suas repercussões da saúde vão muito além de uma questão espiritual.
Aliás, há cada vez mais comprovações da eficácia terapêutica da meditação mindfulness no meio acadêmico-científico.

Dessa maneira, o tabu que condiciona a prática do mindfulness a uma religiosidade está pouco a pouco sendo rompido.
Por exemplo, em uma pesquisa liderada por uma neurocientista do Massachusetts General Hospital e da Harvard Medical School, a Dra. Sara Lazar, notou que a prática a longo prazo da meditação pode literalmente mudar o cérebro!

Essas descobertas foram feitas analisando a massa cinzenta (local onde ficam os corpos dos neurônios) de pessoas que meditavam há vários anos e compararam com um grupo de pessoas que não praticavam a meditação.
Após a comparação minuciosa com ressonâncias magnéticas, a pesquisadora notou que os meditadores mindfulness experientes tinham uma série de regiões cerebrais com maior quantidade de massa cinzenta. Entre essas regiões estão:

  • Ínsula (Este lobo está envolvido no processamento de várias sensações, como sabor, visceral, dor e função vestibular)
  • Regiões sensoriais do córtex auditivo e sensorial
  • Córtex pré-frontal

Essas partes estão relacionadas com maior autocontrole e maior consciência no dia a dia no que se refere aos impulsos, percepção do ambiente e fortalecimento da memória.

Além disso, há vários outros benefícios em praticar o mindfulness da forma correta e consistentemente, entre eles:

Não reagir imediatamente após uma situação

Cá entre nós, quantas e quantas vezes em nossa vida teria sido melhor pensar duas vezes antes de dizer ou fazer algo?
De fato, o mindfulness colabora na criação desse controle das reações, pois conseguimos perceber com mais facilidade quando estamos com raiva e, assim, optamos por esperar a “cabeça esfriar” para responder.

Tal benefício é especialmente interessante no ambiente de trabalho, em que a qualidade das relações entre os funcionários implica em maior produtividade e bem estar da equipe.

Conhecer as necessidades do seu corpo

É comum sentirmos incômodos durante o dia a dia.
Mas muitas vezes a falta de consciência sobre a gravidade de uma dor, por exemplo, pode gerar preocupações excessivas.

Sabe-se que a saúde mental durante a covid-19 é afetada por conta de várias mudanças, entre elas, o trabalho home office.
Nesse contexto, muitas vezes as pessoas se percebem com medos, angústias e sofrimentos que não estão necessariamente ao controle delas.

Assim, ao desenvolver o hábito da meditação mindfulness, aumenta-se a clareza acerca da nossa própria saúde, melhorando o discernimento sobre aquilo que devemos ou não nos preocupar.

Ganho de inteligência emocional

O acréscimo de inteligência emocional é uma das vantagens mais expressivas do mindfulness, pois esse atributo está sendo cada vez mais valorizado no âmbito corporativo.
Afinal, uma pessoa que tem alto quociente de inteligência emocional (QE) é aquela que possui empatia com as emoções do outro, uma vez que percebe com mais facilidade as dificuldades dos terceiros.

Assim, cria-se um ambiente muito mais colaborativo em que as equipes trabalham em sinergia em prol de um trabalho mais eficaz e satisfatório.
Além disso, o alto QE aperfeiçoa as relações familiares e entre amigos, já que permite construir interações sólidas e profundamente impactantes.

Mindfulness é meditação, meditação nem sempre é mindfulness

Em suma, a grande diferença entre mindfulness e meditação é que o mindfulness não tem fronteiras nem momentos certos para ser feito.
Por um lado, meditar envolve estar em conexão consigo mesmo (o que é característica marcante do mindfulness).

Por isso, praticar mindfulness é praticar meditação.

No entanto, algumas abordagens meditativas visam o completo esvaziamento dos pensamentos, adotando-se posturas, circunstâncias e respiração específicas.

Isso pode distanciar algumas formas de meditação do mindfulness em si.

De qualquer forma, os benefícios da meditação mindfulness são inegáveis e os ganhos para a saúde física, mental e da alma implicam em vantagens também para o meio corporativo.
Nós da OneMind oferecemos cursos, workshops, retiros e treinamentos corporativos a fim de disseminar os conhecimentos milenares do mindfulness e, por tabela, as inúmeras vantagens de sua prática regular.

Herica Ponsiana

Herica Ponsiana

Meu propósito é servir como ponte para que as pessoas possam perceber que elas têm todo poder interno e que podem transformar suas vidas através do autoconhecimento, despertar em cada um o pleno potencial de criação.