É da natureza do ser humano desejar um progresso na vida. Contudo, o progresso está intrinsecamente ligado as mudanças que acontecem ou que precisam ocorrer.

Porém também é de nossa natureza, preferir a zona de conforto ou conhecida. Ocorre que não gostamos de mudar. Mudanças implicam incertezas e mexem em nossas crenças mais profundas.

Mudanças implicam em trocas: o que vamos perder em troca daquilo que vamos ganhar. Por exemplo: abrir mão de passar um tempo assistindo series no Netflix, para estudar e aumentar as chances de crescimento profissional).

As 4 etapas a seguir formam uma estrutura para auxiliá-lo a superar a resistência da mudança:

Veja também:  Porque desenvolver a autoconsciência

borboletas azuis representando a mudança

Processo de mudança

1. Veja a situação tal como ela é: nem pior e nem melhor

Nos tendemos muitas vezes a nos dramatizar em uma situação que vai além da realidade e isso está presente em nossa linguagem e generalizamos as realidades pontuais.

Eu SEMPRE tive esse problema (sempre mesmo?), eu NUNCA consigo fazer tal coisa (nunca?), não sei O QUE FAZER (com relação o que/quem exatamente?)

Portando é nesse momento que as pessoas potencializam sua depressão e reagem de maneira a criar uma compensação à sensação de dor, rejeição, perda, decepção etc. Se lançam num prato de comida, alcoolizam-se, usam drogas, entre outros compensadores.

2. Veja a verdade e não tenha medo de enfrentá-la

É preciso assumir responsabilidade pela realidade que você se encontra. Buscar culpados, reclamar e/ou justificar apenas prolongará a sensação de miséria e incapacidade de mudar.

Por pior que seja a verdade, por mais impossível, injusta, dolorosa… é preciso enfrentá-la.

3. Defina sua visão e se mantenha firme

A visão que estabelecemos é o combustível e a força propulsora na qual necessitamos para mudar. Quanto mais você tiver clareza em sua visão mais inspiradora ela será e maior será seu efeito para superar obstáculos

Sua visão deve ser um vislumbre de como você quer que seja seu futuro. Além de ter bem claro essa imagem mental, é importante que você escreva e visualize ela com frequência.

4. Tenha um modelo de referência e aprenda suas estratégias

Nesse passo estamos falando sobre modelagem. Você não precisa reinventar a roda, pode aprender com a experiência de outras pessoas que fizeram a mesma coisa ou passaram por o mesmo problema. A partir disso, poderá estabelecer estratégias para conseguir os resultados que está buscando.

Faça uma pesquisa das pessoas e análise todas suas estratégias, listando o que você já tem e o que falta desenvolver.

Depois disso é só agir.

Sugestões de livros

Para se aprofundar mais em estratégias para realizar a mudança positiva e duradouras em sua vida, recomendo os livros a seguir:

E ai o que achou? Não é fácil para ninguém, precisamos ir aos poucos para que as mudanças sejam efetivas em nossas vidas.

Compartilhe essa postagem:
[addthis tool=”addthis_inline_share_toolbox”]
Thiago Santos

Thiago Santos

Sou um cientista do meu próprio ser, um buscador de conhecimento e experiências. Estou aprendendo a ouvir e seguir minha voz interior a cada dia e compartilhar meu aprendizado.